Meus Personagens Favoritos da Ana Paula Arósio


        Ela sumiu da Tv há 5 anos e anda fazendo muita falta. Ana Paula Arósio um dos rostos mais bonitos que apareceram nos últimos  anos e um dos talentos mais viscerais da nova geração resolveu abandonar a carreira no auge e se dedicar exclusivamente a família.
        A Atriz que começou a carreira como modelo estampou mais de 100 capas de revistas  e diversos comerciais de tv, entre eles o de maior veiculação, o das empresas de telecomunicações Embratel, no “Faz o 21”.
        Como atriz,  Ana Paula estreou no cinema em aos 18 anos no filme ítalo-brasileiro Forever, do diretor Walter Hugo Krouri.   Neste período também atuou no teatro na peça Batom, e na montagem de Fedra, de 1997.
        Mas foi a tv que consagrou a beleza e o talento da atriz. Éramos Seis (1994) , um dos grandes sucessos do SBT,  foi a novela de estreia da atriz. Na emissora ainda participou  das novelas Razão de Viver (1996) e Os Ossos do Barão (1997).
        Seu último trabalho foi o seriado Na Forma da Lei em 2010. Ana Paula iria protagonizar a novela Insensato Coração, do autor Gilberto Braga, mas devido a vários atrasos a atriz acabou sendo desligada da novela,  e o papel acabou ficando com  Paolla Oliveira. Depois disso a atriz se enclausurou em seu sítio dedicando-se exclusivamente ao maridão. Cara de sorte viu!!
        Mas o e10blog que nunca esquece  os maiores talentos nacionais,  oferece esse post para essa grande profissional,  com uma veia dramática excepcional, que serve como homenagem e como um pedido de volta!

       
Hilda de Hilda Furacão (1998)
hildafuracao_logo


        Na GloboAna Paula Arósio estreou em 1998 com um acontecimento raro. A Atriz ainda era contratada do SBT e numa negociação  com a Globo foi emprestada especialmente para a gravação da minissérie Hilda Furacão, da autora Glória Perez. A Atriz foi escolhida por Wolf Maia, que a viu no teatro e tinha certeza que só ela poderia  viver uma personagem tão linda e  enigmática.  A Minissérie consagrou a atriz que logo foi alçada ao posto de grande estrela global ganhando a protagonista da próxima produção do horário nobre da casa.


Giuliana de Terra Nostra (1999)
terranostra_logo

com THIAGO LACERDA 
        Já como estrela oficial da Globo, Ana Paula estrelou a novela Terra Nostra, do autor Benedito Ruy Barbosa, ao lado de Thiago Lacerda. Na trama, a atriz mostrou toda sua veia dramática e foi aclamada pela crítica e pelo público.


Maria Eduarda de Os Maias (2001)
maias_logo

Com FÁBIO ASSUMÇÃO 
        A Ana Paula Arósio,  não sei se de propósito, mas suas melhores personagens  foram sem dúvidas as dramáticas. Sua carreira é marcada por essas grandes mulheres que sofriam e como  sofriam. A Maria Eduarda de Os Maias não foi diferente. Com uma interpretação visceral, a atriz brilhou de igual para igual com grandes nomes que também participação da minissérie da Maria Adelaide Amaral, baseada no romance de Eça de Queiroz, como Walmor Chagas, Eva Wilma e Marília Pêra.


Camilli de Esperança (2002)
esperanca_logo

com REYNALDO GIANECCHINI 

        Outro grande destaque da Ana Paula Arósio na Tv , foi a judia Camille da trama de Esperança, do autor Benedito Ruy Barbosa.         Mais um show de dramaticidade da atriz que chegou até a se machucar  em uma das cenas de briga da sua personagem com Tony, personagem do Reynaldo Gianecchinni.  Na trama, Ana Paula viveu sua primeira  vilã.


Yolanda Penteado de Um Só Coração (2004)
umsocoracao_logo


        Viver na ficção um personagem que realmente existiu é sempre um desafio para qualquer ator. Ana Paula Arósio passou por esse teste na minissérie Um Só Coração,  que comemorava os 450 anos de São Paulo, da autora Maria Adelaide Amaral, dando vida a Yolanda Penteado, uma das mais famosas damas da sociedade paulistana nos anos 50 e que escreveu o livro “Tudo em Cor de Rosa” adaptada pela autora da Minissérie e Alcides Nogueira.  A semelhança com a Yolanda de verdade e a irrepreensível interpretação da atriz foi muito elogiada, sendo um dos pontos fortes da minissérie.


Olívia de Paginas da Vida (2006)
paginasdavida_logo


        Já com quase 12 anos de carreira, apenas em 2006 que Ana Paula viveu sua primeira personagem contemporânea, a Olívia, da novela Páginas da Vida, do autor Manoel Carlos. A Personagem causou polêmica ao protagonizar um strip-tease vestida de noiva para seu então marido, na noite de lua-de-mel.  


Laura de Ciranda de Pedra (2008)
cirandadepedra2008_logo


        Na trama de Ciranda de Pedra, remake do Alcides Nogueira, baseada na obra da autora Lygia Fagundes Telles, que já havia rendido uma novela na Globo em 1981 escrita por Teixeira Filho, Ana Paula Arósio deu vida a  Laura, uma mulher que vivia um casamento fracassado e  com distúrbios emocionais graves. Mesmo aos 32 anos,  Ana Paula viveu uma  personagem  mãe de jovens moças que iam dos 18 aos 23 anos de idade. Na  sinopse original, a personagem Laura morria por volta do capítulo 80, porém pesquisas de opinião encomendadas pela Globo rejeitavam a saída de Ana Paula Arósio na trama. Fazendo o gosto do público, a Laura então não morreu e teve um final feliz ao lado do seu amor Dr. Daniel (Marcelo Antony).


Ana Beatriz de Na Forma da Lei (2010)
naformadalei_logo

com a LUANA PIOVANNI 
        A promotora pública Ana Beatriz, do seriado Na Forma da Lei, foi a última personagem da Ana Paula na Tv. No seriado do Antônio Calmon, Ana Beatriz com mais outros quatro amigos tentavam fazer justiça a morte de seu noivo, assassinado covardemente na noite do noivado de ambos.  Ana Paula  fez uma interpretação segura e forte da personagem que era diferente de tudo que a atriz já havia feito na Tv até então. Parece até que a Ana Paula já sabia que seria seu último trabalho.

Fonte :
Texto : Evaldiano de Sousa

Pesquisa : Wikipédia.com, teledramaturgia.com 

Comentários