Meus Personagens Favoritos da Alinne Moraes


        Esta semana a atriz Alinne Moraes encerra a novela Além do Tempo, aplaudida e aclamada pela crítica. A personagem Lívia, criada pela autora  Elizabeth Jhin, e magistralmente interpretada pela atriz,  foi um dos seus melhores momentos na tv.

        Linda e considerada uma das nossas grandes estrelas da nova geração, a perita participação na trama consagrou de vez Alinne Moraes para o hall do seleto time  das personagens inesquecíveis da teledramaturgia nacional. Alinne tinha um grande desafio na mão. A Lívia era a mocinha de uma novela que começava sua primeira fase no século XIX. Ou seja, tinha tudo para ser mais uma mocinha chata do horário das seis, mas a Aline com o belo texto em mãos conseguiu correr por fora e a mocinha de Além do Tempo foi tão quanto visceral como a vilã vivida pela Paolla Oliveira.
        Alinne Moraes começou a carreira como modelo aos 12 anos e com um dos rostos mais bonitos do Brasil rodou as passarelas de Tóquio, Paris, Nova Iorque e Milão.
        Na Tv, Alinne estreou em 2002, vivendo uma mãe solteira na novela Coração de Estudante, do autor Emanoel Jacobina. Logo em seus primeiros passos na Tv Alinne chamou atenção pela beleza (claro) e posteriormente pelo talento, crescendo a cada novo personagem, como veremos nesses post mais que merecido para coroar a carreira dessa maravilhosa profissional.

Clara de Mulheres Apaixonadas (2003)
mulheresapaixonadas_logo
com a PAULA PICARELLI 
        Em 2003, logo em suas primeiras personagens, Alinne Moraes viveu a polêmica de viver uma lésbica na Tv. Na trama de Mulheres Apaixonadas, do autor Manoel Carlos,  a jovem Clara descobria um sentimento maior que amizade por Rafaela (Paula Picarelli) sua colega de escola. No decorrer da trama as duas descobriam está apaixonadas e assumiam esse romance escandalizando o colégio e suas famílias. O Romance muito bem construído pelo autor acabou sendo muito bem aceito pelos telespectadores que torceram por um final feliz do casal.  A personagem rendeu a Alinne Moraes o prêmio de atriz revelação no Melhores do Ano do Domingão do Faustão.

Moa de Da Cor do Pecado (2004)
dacordopecado_logo

        Em Da Cor do Pecado, novela do auto João Emanuel Carneiro, Alinne Moraes deu vida a surfista Moa. Inicialmente uma personagem pequena, mas que no decorrer  da novela tomou ares de co-protagonista  quando se envolveu com o protagonista Paco (Reynaldo Gianechinni). A personagem inclusive ganhou a capa da trilha internacional da novela.

Nina  de Como Uma Onda (2004)
comoumaonda_logo
com RICARDO PEREIRA e MEL LISBOA 
        Como presente pelo destaque em Da Cor do Pecado, Alinne Moraes ganhou a protagonista da novela Como Uma Onda, do autor Walther Negrão no horário  das seis.  Dividindo o protagonismo da trama com Mel Lisboa e Ricardo Pereira. Sua personagem é arquiteta, que numa viagem para Portugal acaba conhecendo o personagem do Ricardo Pereira, dando início o mote principal da  novela, principalmente quando Lenita, a irmã de Nina, também se interesse pelo belo português.

Maria Silvia de Duas Caras (2007)  
duascaras_logo    

        Alinne Moraes tem um brilho e um talento tão especial que praticamente em todas as tramas que participa suas personagens tomam ares de  protagonista. Em Duas Caras ocorreu isso. A Novela vinha capengando no horário até a vilã psicopata Silvia, que a atriz viveu na trama do Aguinaldo Silva, se revelar e começar seus rompantes de loucura e vilanias contra  Maria Paula (Marjorie Estiano), Marconi Ferraço (Dalton Vigh) e  a própria mãe Branca (Susana Vieira). A personagem foi o grande destaque do ano e Alinne Moraes foi aclamada pela crítica e pelo público vivendo sua primeira vilã na Tv.

Luciana de Viver a Vida (2009)
viveravida2009_logo
Adicionar legenda
        Em 2009, Alinne Moraes ganhou a co-protagonista da novela Viver a Vida, do autor Manoel Carlos. Co-protagonista pelo menos inicialmente. Sua personagem no decorrer da trama sofre um acidente de ônibus e fica tetraplégica. A superação da ex-modelo em voltar a viver com as dificuldades e limitações da sua nova condição acabou virando o grande mote da trama. Com isso a Helena, personagem recorrente do autor, que na trama foi vivida por Taís Araújo, e era a primeira Helena negra e mais nova delas, acabou sendo suplantada pela Luciana. Além do tema e cunho social da  tetraplegia tomou na trama, a  interpretação impecável da Alinne e  sua química como Mateus Solano ajudaram também a transformar a Luciana na verdadeira protagonista de Viver a Vida. A Luciana deu para Alinne Moraes todos os prêmios de melhor atriz do ano. Foram mais de sete, além de várias outras indicações.

Lili de O Astro (2011)
astro2011_logo
com THIAGO FRAGOSO 
        Outra personagem marcante vivida por Alinne Moraes foi a Lili do remake de O Astro, dos autores Alcides Nogueira e Geraldo Carneiro. A Personagem imortalizada pela Elizabeth Savalla na versão original da trama escrita por Janete Clair, prometeu mais mostrou pouco. Não aconteceu  a química entre a Alinne e o Thiago Fragoso ,  como na primeira versão entre Elizabeth e Tony Ramos, que viveram par  romântico. Mas vale ressaltar a caracterização da atriz vivendo uma suburbana.  

Vera de Amor em Quatro Atos  (2011)
amorem4atos_logo2
com VLADIMIR BRICHTA 
        No início de 2011, Alinne Moraes personificou as mulheres do Chico Buarque no seriado Amor em Quatro Atos, projeto do saudoso  diretor Roberto Talma.  Nos episódios “Vitrines”  e “Folhetim” dos clássicos do cantor, a atriz deu vida a personagem Vera, em um dos bons momentos da tv no ano de 2011.

Kátia de Como Aproveitar o Fim do Mundo  (2012)
com DANTON MELLO 
        Como Aproveitar o Fim do Mundo foi  o novo projeto dos autores Alexandre Machado e Fernanda Young, depois do fenômeno que foi Os Normais (2001 – 2003). O Seriado nos apresentou uma Alinne Moraes fazendo comédia, e como fez bem. A dobradinha com Danton Mello lembrou cenas hilárias que nos remetiam ao Ruy e Vani, Fernanda Torres e Luiz Fernando Guimarães em Os Normais. Uma pena que o seriado que apesar de falar do fim do mundo,  tinha uma  ótima pegada de humor,  tenha tido apenas 8 episódios.




Fonte:
Texto : Evaldiano de Sousa

Pesquisa : teledramaturgia.com , memóriaglobo.com 

Comentários