Meus Personagens Favoritos do Thiago Fragoso


        Thiago Fragoso encerrou mais um trabalho de destaque   na semana passada e foi aclamado pela interpretação impecável do vilão Caio na última temporada de Malhação.

        Apesar de uma carreira recente e pouca idade, ele já é integrante do hall dos grandes atores da sua geração com trabalhos elogiados e protagonistas  que marcaram positivamente  seu currículo.
        O Ator iniciou a carreira no teatro em 1989, ainda aos oito anos, em um grupo de teatro amador na Tijuca, no Rio de Janeiro. Aos onze começou carreira profissional com o musical Os Sinos da Candelária, baseado no massacre de meninos de rua na igreja carioca em 1993. Teve formação teatral em duas companhias importantes de teatro do Rio de Janeiro onde trabalhou com clássicos do teatro brasileiro e mundial.
        Em 1994, Thiago Fragoso estreou na tv fazendo alguns episódios do seriado Confissões de Adolescentes. Em 1996, estreou na Globo  na Malhação de Verão, sem sequer imaginar que mais de 20 anos depois voltaria à novela como um dos astros da trama teen.
        No mesmo ano de 1996 fez sua primeira novela, vivendo o personagem Guilherme na trama de Perdidos de Amor, na Rede Bandeirantes. A partir de então e  a cada novo personagem  Thiago Fragoso foi mostrando ainda mais  talento e galgou degrau a degrau  a carreira de sucessos que vem apresentando,  como vamos conferir no post através dos seus melhores personagens nas novelas e minisséries.

Nando de O Clone (2001)

        O primeiro personagem de maior destaque na Globo do Thiago Fragoso foi o Nando de O Clone, da autora Glória Perez. Inicialmente parecia mais um dos muitos personagens perdidos nas  numerosas tramas da autora, mas o estagiário de direito ganha uma projeção quando se ver envolto no núcleo dos drogados da trama. Um dos temas secundários da novela, que depois bateu de igual para a igual com o principal, foi o que falava sobre a dependência química representada por jovens da média e alta da  sociedade que se drogavam. Assim como a Léo, vivida pela Débora Falabella, o Nando foi um dos que experimentou e mudou totalmente suas atitudes deixando de ser o bom filho e profissional responsável que era até então. Thiago protagonizou cenas inesquecíveis em parceria com a Cissa Guimarães que vivia sua mãe na trama.
       
Estevão de A Casa das Sete Mulheres (2003)

        Na trama da minissérie A Casa das Sete Mulheres, dos  autores Walther Negrão e  Maria Adelaide Amaral, o ator interpretou o enigmático capitão Caramuru Estevão, do Exército Imperial.  Ao defender Rosália, a personagem da Mariana Ximenes dos guardas da sua própria tropa, eles se apaixonam e depois da morte em guerra de Estevão,   passam a viver um amor transcendental.

Marcos de O Profeta (2006)

        Em O Profeta, remake do original da Ivani Ribeiro, aqui escrito por Duca Rachid, Thelma Guedes e Júlio Fischer , Thiago Fragoso ganhou o seu primeiro protagonista,  o ambicioso Marcos. Apesar de ser um protagonista dúbio,  Marcos acaba conseguindo a redenção no decorrer da novela. Foi uma prova de fogo para o ator reviver um personagem que ficou tão marcado na história da nossa teledramaturgia imortalizado pelo saudoso Carlos Augusto Strazzer   na versão da Tupi.

Diego de Negócio da China (2008)

        O Diego, de Negócio da China, do autor Miguel Falabella,  foi outro personagem importante vivido pelo Thiago Fragoso na tv. Advogado de formação, ver sua vida mudar completamente quando depois da morte daquele que pensara ser seu pai , descobre que na verdade foi gerado por inseminação artificial e começa uma verdadeira via cruzis à procura do seu verdadeiro pai.  

Vitor de Araguaia (2010)

        Em Araguaia, trama do autor Walther Negrão, Thiago Fragoso deu vida ao prático e nada romântico Vitor. No início da trama, essas características do personagem adquirida ao decorrer dos anos acaba minando seu noivado com a bela Manuela (Milena Toscana), que se apaixona por Solano (Murilo Rosa). Depois de se unir ao pai de Manuela contra o romance  com Solano,  se aproxima de Amélia (Julia Lemmertz), mãe de Manuela, e acaba descobrindo um novo amor. Eu confesso que  torci mais pelo casal Amélia e Vitor, do que pelos outros principais da novela. A química entre os atores foi crucial para o sucesso do entrecho.

Márcio Hayalla de  O Astro (2011)

        Mesmo já com vários protagonistas e personagens de destaque em seu currículo, em 2011 Thiago Fragoso deu um novo up a sua carreira ao aceitar dar vida ao Márcio Hayalla no remake de O Astro, sucesso da Janete Clair, reescrito para o  horário das onze da Globo por Alcides Nogueira e Geraldo Carneiro. Era um desafio reviver o personagem tão marcante na teledramaturgia na  interpretação do Tony Ramos da primeira versão, mas o Thiago tirou de letra, deu um show com as nuances do personagem, apaixonado por música e totalmente desligado dos bens materiais. Uma das cenas mais  emblemáticas de O Astro é que  Márcio se despe das vestes e renega o dinheiro do pai Salomão (Dionísio Azevedo). Na versão de 2011, a cena foi ao no primeiro capítulo com a exibição da nudez de Thiago Fragoso (de verso), marcando novamente a trama como  uma cena  inesquecível.

Edgar de Lado a Lado (2012)

        Lado a Lado, a trama de estreia solo dos autores João Ximenes Braga e Cláudia Laje,  foi uma produção ímpar dentro da Globo. Há tempos eu não sentia aquele gostinho de  sentar  à frente  da tv no  sofá para assistir uma trama.  Muito desse apego que tenho com Lado a Lado deve-se  ao elenco em grandes interpretações,  e o Thiago Fragoso, na pele do Edgar, um dos protagonistas foi um dos que mereceu destaque. Sua dobradinha com a Marjorie Estiano , que viveu a Laura, foi o grande charme da trama. A Relação de amor deles construída aos olhos do telespectador nos aproximava ainda mais dos ricos personagens, dramaturgicamente falando,   mostrando o sensível trabalho  do Thiago e da Marjorie na trama.

Niko de Amor à Vida (2013)

        Em 2013, Thiago Fragoso em parceria com Mateus Solano, na trama de Amor à Vida, do autor Walcyr Carrasco, protagonizou o primeiro beijo gay da história da teledramaturgia nacional. A cena marcou o final da novela e consagrou de vez Thiago Fragoso  no hall dos grandes astros da casa.  Inicialmente Niko,  já vivia uma relação homoafetiva  com Eron (Marcelo Antony), porém no decorrer da trama os dois acabavam rompendo e ao se envolver com Félix, o vilão da trama que vinha  ensaiando uma redenção depois de ter todas suas vilanias descobertas,  eles passam  a ser o principal casal da novela, com torcida a favor de todo o público. Foi um trabalho impecável do Thiago, uma entrega jamais vista e que resultou no grande sucesso,  fechando Amor à Vida com chave de ouro.

Fonte:
Texto: Evaldiano de Sousa

Comentários