Aberturas das novelas do Walcyr Carrasco


        Walcyr Carrasco continua colhendo os louros do sucesso de seu último trabalho, a novela Êta Mundo Bom, que  foi campeã de audiência e marcou com alto estilo a volta do autor ao horário que lhe consagrou.
        Para continuar homenageando o Walcyr, o e10blog vai passear pelas aberturas dos maiores sucessos do autor.
Preparem-se que vem muito novelão por aí!




Primeira novela do autor produzida pela produtora independente  Mikson, do Guga de Oliveira, irmão do Boni, então diretor artístico da Globo na época. A Cortina de Vidro do título se referia ao Edifício Dacon, em São Paulo, que era a principal locação da trama. A novela  chocou o telespectador quando em sua reta final apresentou uma cena  em que  Arnon, personagem do Antônio Abujamra estupra a própria filha Michele, vivida pela então atriz Carola de Oliveira. Na abertura da trama, ao som de “Prazer sem Fim”  na voz da cantora Jane Duboc, um casal vive uma quente noite de amor tendo suas imagens refletidas nas cortinas de vidros do prédio. Uma polêmica se formou em torno da abertura, onde em uma das cenas aparece uma mulher simulando uma masturbação. A Cena era uma alusão a liberdade feminina, um dos focos da trama.

Xica da Silva  (1996)



        Xica da Silva foi o grande sucesso escrito pelo autor, que escrevera a novela sob o pseudônimo de Adamo Rangel, pois na época ainda estava com contrato no SBT. A novela  foi o  maior fenômeno na teledramaturgia da Rede Manchete  pós-Pantanal e credenciou o autor para ingresso na Globo.
        Na abertura da trama, imagens sacras eram mostradas junto com créditos dos nomes do atores da trama. O Tema de abertura “Xica Rainha” foi composta especialmente por Marcus Viana, que ficou responsável por toda a trilha da trama, e interpretado pela Transfônica Orkestra  e Patrícia Amaral.
       
O Cravo e a Rosa  (2000)



        O Cravo e a Rosa é  um dos maiores sucessos do autor Walcyr Carrasco. Sucesso esse comprovado com duas reprises já registradas no Vale a Pena Ver de Novo. A Trama  marcou a estreia do autor na Globo que vinha do sucesso arrebatador de Xica da Silva (1996) na Rede Manchete.
        A abertura de O Cravo e a Rosa é uma das mais elogiadas dos anos 2000. No vídeo ao som de “Jura” do cantor Zeca Pagodinho, imagens de Petruchio (Eduardo Moscovis) e Catarina (Adriana Esteves), e outras imagens de personagens e  cenas da novela eram mostrada dentro de um camafeu que se fechava e abria com a próxima imagem.


Chocolate com Pimenta (2003)




        Chocolate com Pimenta foi a comédia romântica inspirada na opereta A Viúva Alegre, de Franz Lehár, ambientada no século 20, que o Walcyr apresentou no horário das seis logo depois do fracasso de A Padroeira (2001). A trama se transformou em um verdadeiro fenômeno de audiência e ultrapassou os índices de O Cravo e a Rosa, apresentada três anos antes. A Trama já foi reprisada por duas vezes no  Vale a Pena Ver de Novo.  Na abertura da trama ao som da Luiza Possi que gravou “Chocolate com Pimenta” especialmente para a novela, várias imagens de mulheres, homens e casais eram formadas em chocolate dando o tom da trama.


Alma Gêmea (2005)



        Outro sucesso arrebatador do Walcyr  que desta vez vinha com a temática espírita. A novela é considerada um clássico do horário e teve uma das melhores audiência até então. O Público se rendeu aos encantos do casal Serena (Priscila Fantin) e Rafael (Eduardo Moscovis), e as vilanias da inesquecível vilã  Cristina, vivida pela Flávia Alessandra.
        A Abertura trazia o nascimento de várias flores  numa alusão  a trama principal da novela. Rafael era botânico e antes da morte de sua primeira mulher havia criado uma rosa com seu nome. O tema de abertura foi a clássica música “Alma Gêmea” do cantor Fábio Jr, que  fez uma nova regravação especialmente para a abertura da trama.

Sete Pecados (2007)



        Em 2007, Walcyr estreia no horário das sete falando sobre soberba, inveja, ira, luxúria, gula, avareza e preguiça – os Sete Pecados capitais que eram características principais de cada um dos personagens da novela.
        No vídeo de abertura cada pecado era representado por uma imagem congelada ao som de “Carne e Osso” na voz da Zélia Duncan.

Caras e Bocas (2009)





        Muitos baldes de tinta e muita sujeira na abertura de Caras e Bocas, a trama das sete que o Walcyr apresentou em 2009. Tendo as artes plásticas como pano de fundo e com um macaco pintor com um dos principais personagens ,  a abertura da novela não tinha com ser outra. O Grupo “Chicas” gravou a música “Caras e Bocas” especialmente para a trama.

Gabriela (2012)





        Em 2012, Walcyr Carrasco estreou no horário das onze com o remake de Gabriela, clássico da obra do autor Jorge Amado que completaria 100 anos em 2012 se estivesse vivo. O novelista imprimiu no remake sua marca registrada : Os diálogos ferinos e espirituosos, a comédia e  o humor escrachado mesmo na trama que tinha a sensualidade como carro-chefe.
        Para a abertura da trama foi utilizada a mesma música da primeira versão, “Modinha para Gabriela” na voz da Gal Costa. A Abertura da novela foi produzida  de maneira totalmente artesanal sem o uso de computação gráfica. Foram utilizadas 150 kg de areia colorida, vidas diretamente do Ceará, para retratar seis  paisagens da trama criadas pelo artista Mello Menezes. A Equipe se inspirou na sensualidade de Gabriela, nas belas paisagens da Bahia e Caatinga, além da boemia do Bataclã  e na moral conservadora  dos anos 20. 

Amor à Vida (2013)





        Amor à Vida foi a grande prova de fogo do autor Walcyr Carrasco. A novela marcou sua estreia no horário nobre  e que mesmo com problemas de narrativa e coerências se saiu muito bem no horário. A novela foi a primeira a discutir tão abertamente a homossexualidade através do personagem principal, o vilão gay “Bicha má” Félix ,  vivido com maestria  pelo Mateus Solano, e também apresentou o primeiro beijo gay da história da teledramaturgia da Globo.
        A bela abertura foi assinada pelo norte-americano Ryan Woodward, conhecido em Hollywood por ter sido animador de filmes como Branca de Neve e o Caçador, Os Vingadores, Homem de Ferro 2, Homem Aranha 2 e 3. No vídeo Woodward utilizou o recurso dos desenhos e traços animados para mostrar um casal dançando diante de cenários famosos da cidade de São Paulo. Para as filmagens foram utilizados dois atores que depois foram substituídos pelos traços do animador via computador. O Tema de abertura foi uma regravação de "Maravida"  na voz do cantor Daniel


Verdades Secretas  (2015)





        Verdades Secretas foi o grande sucesso da teledramaturgia do ano de 2015. Walcyr falou sobre Moda, prostituição, drogas, traição e suicídio tendo como eixo principal  a paixão de  duas mulheres (Mãe e filha) pelo mesmo homem.
        Para a abertura da novela   foi criado um clima de luxúria com várias modelos sensualizando ao som de “Angel” na voz do  Massive Attack.

Fonte :
Texto : Evaldiano de Sousa
Vídeo : You Tube

Comentários

  1. Faltaram Fascinação, no SBT, e a Padroeira, que tem uma abertura lindíssima, teve dois temas musicais ao longo da exibição.

    ResponderExcluir

Postar um comentário