Meus Personagens Favoritos do Thiago Lacerda


        Thiago Lacerda está de volta à teledramaturgia na pele do complexo e dúbio personagem Ciro, da trama de A Lei do Amor, da autora Maria Adelaide Amaral.
        O Ator que vai fazer 20 anos de carreira ano que vem, teve uma carreira meteórica depois que largou as piscinas ( isso,  ele foi  campeão de natação em vários campeonatos pelo Brasil). Inclusive ganhou seu primeiro personagem na tv graças ao esporte, quando viveu o professor de natação Lucas, o Lula na temporada de 1997 da Malhação.

        Logo nos primeiros trabalhos sua beleza plástica chamou atenção o que o fez aparecer em centenas de comerciais de tv, mas para quem tem talento pouco tempo é o suficiente para ele despontar. Com o Thiago foi assim e hoje ele já  coleciona mais de 20 novelas e minisséries vivendo  galãs, mocinhos e vilões todos marcados por um trabalho impecável  desse grande ator.

Aramel de Hilda Furacão (1998)

        Em 1998, Thiago Lacerda estava em seu segundo papel na pele do Aramel o belo , da minissérie Hilda Furacão, da autora Glória Perez, baseado no romance homônimo de Roberto Drumond. A minissérie marcou a estreia da Ana Paula Arósio na Globo, mas  Thiago Lacerda teve um grande destaque que foi considerado a revelação masculina do ano e ganhou um contrato de dois anos com a Globo.

Matteo de Terra Nostra (1999)

        Depois de uma participação em um outro trabalho de Glória Perez, o remake de Pecado Capital (1998), Thiago Lacerda ganhou do Benedito Ruy Barbosa o personagem que seria o divisor de águas da sua carreira e que o levaria ao hall dos grandes atores da sua geração. O Matteo de Terra Nostra foi um fenômeno e Thiago Lacerda provou com a interpretação crível do imigrante italiano que tentava fazer a vida no Brasil, que começava se formar um dos grandes profissionais da teledramaturgia.  O nome do ator se transformou em um dos mais fortes daquele ano fazendo sua imagem pipocar em revistas e anúncios de tv.

Mário de Aquarela do Brasil (2000)

        Em 2000, Thiago Lacerda protagonizou a minissérie Aquarela do Brasil, do autor Lauro César Muniz, ao lado de Edson Celulari e Maria Fernanda Cândido (que foi destaque de Terra Nostra). Na trama ele deu vida ao músico Mário que disputava o amor de Isa Galvão,  a personagem da Maria  Fernanda com o capitão Hélio, personagem do Edson Celulari.

Adriano de As Filhas da Mãe (2001)

        E o primeiro vilão do Thiago Lacerda veio em 2001 na trama de As Filhas da Mãe, do autor Silvio de Abreu. Adriano, seu personagem, usava do  charme e beleza para enveredar todos em sua teia com o intuito de se tornar o dono do Resort Jardim do Éden, deixado por Fausto, o personagem do Francisco Cuoco, desaparecido misteriosamente. Sobre o sumiço do seu chefe e padrinho, Adriano sabe bem mais do que deixa transparecer. A trama foi recheado por um elenco impecável e é ai que vale destacar grandes cenas entre Thiago e Regina Casé, que vivia a personagem Rosalva, que a certa altura da trama virava um dos alvos do poder de sedução do vilão.

Giussepe de A Casa das Sete Mulheres (2003)

        A trama da minissérie A Casa das Sete Mulheres, da autora Maria Adelaide Amaral, trouxe Thiago Lacerda na pele de um personagem real da história do Rio Grande do Sul, um  dos guerrilheiros da Revolução Farroupilha. Giussepe Garibaldi foi outro personagem forte e crível vivido pelo ator que ao lado de Giovanna Antonelli  imortalizaram o lendário casal Garibaldi.

Jorge de Páginas da Vida (2006)

        Em Páginas da Vida, Thiago Lacerda deu vida ao personagem Jorge, que na trama do Manoel Carlos era  Arquiteto responsável pela casa de artes aberta na trama em homenagem a sua mãe, Lalinha vivida pela Glória Menezes. Jorge vive um dilema dentro da trama de Manoel Carlos. É perseguido por Sandra, personagem da Danielle Winits, com quem  teve um romance no passado. Porém ao conhecer sua irmã Telminha, a personagem da Grazzi Massafera, que estreava em novelas depois do destaque no Big Brother Brasil no ano anterior, apaixona-se por ela. O   casal passa então  enfrentar o ódio de Sandra menosprezada,  Jorge e Telminha acabaram  se tornando o  casal  com mais empatia junto ao público de Páginas da Vida.     

Conrado de Eterna Magia (2007)

        Em 2007, Thiago Lacerda em parceria com Malu Mader e Maria Flor protagonizou a sombria trama de Eterna Magia, da autora Elizabeth Jhin. Na trama Thiago deu vida ao personagem Conrado,  filho de Regina (Giulia Gam), mas que acaba sendo criado por Loreta (Irene Ravache) e Joaquim (Osmar Prado) como se fosse filho deles. No início da novela, é noivo de Nina (Maria Flor). Tem um carinho muito grande por Loreta, ficando ao seu lado quando Joaquim a abandona para viver com Regina. Torna-se taciturno, meio rude e passa a ter poucos amigos. Mesmo apaixonado por Nina, vê seus sentimentos e sua vida virarem pelo avesso com a volta de Eva (Malu Mader) a Serranias.

Bruno de Viver a Vida (2009)

        Em Viver a Vida, Thiago Lacerda deu vida ao personagem Bruno. Um homem livre, que roda o mundo atrás de aventuras e novas experiências. Para sustentar suas viagens, vende fotos para revistas especializadas em turismo e esportes. Seu único laço afetivo é com a mãe, Silvia (Patricia Naves), que vive no Brasil. Não tem relação com o pai, de quem Silvia se separou quando ele ainda era muito jovem. No decorrer da trama do Manoel Carlos , apaixona-se por Helena (Tais Araujo), e descobre que é filho de Marcos (José Mayer).

Toni de Joia Rara (2013)

        Outro grande personagem defendido pelo Thiago Lacerda foi o Toni de Joia Rara, das autoras Thelma Guedes e Duca Rachid. Descendente de italianos, Toni trabalha na Fundição Hauser e mora no cortiço com Gaia (Ana Cecília Costa). Na primeira fase da trama, integra o movimento operário com Mundo (Domingos Montagner); na segunda, desiste da luta depois que a mulher e o filho são deportados para a Lituânia. Apaixona-se por Hilda (Luiza Valdetaro) sem saber que ela é uma Hauser. Ele fica confuso ao saber que Gaia está viva e de volta ao Brasil. O Ator teve uma ótima parceira em cena com Domingos Montagner e ambos protagonizaram uma inesquecível encenação na trama vestidos de palhaços.

Capitão Rodrigo Cambará de O Tempo e o Vento (2014)

        Em 2014, Thiago Lacerda recebeu o grande desafio de reviver na tv e no cinema o personagem de Érico Veríssimo imortalizado por Tarcisio Meira. Era o Capitão Rodrigo Cambará de O Tempo e o Vento, minissérie roteirizada por Letícia Wierzchowski e Tabajara Ruas. Vencedor de muitas batalhas, Rodrigo é um homem destemido, fanfarrão e sedutor. Ao chegar a Santa Fé, o militar se apaixonou à primeira vista por Bibiana (Marjorie Estiano). Tornou-se inimigo da família Amaral após disputar o amor da moça com Bento Amaral (Leonardo Medeiros). Os dois travaram uma luta  e o Capitão foi pego de surpresa com um tiro de Bento. Depois de se recuperar, casou-se com Bibiana e teve dois filhos: Bolívar (Igor Rickli) e Anita, que morreu ainda bebê. Ao lado do cunhado, Juvenal Terra (Cris Pereira/JN Canabarro), montou uma venda. Lutou na Revolução Farroupilha e venceu, mas foi assassinado por Bento. O trabalho do ator foi um dos pontos fortes do filme que virou minissérie na  Globo mostrando mais uma vez o grande ator que Thiago Lacerda se transformou diante dos nossos olhos no decorrer de seus trabalhos.
Fonte:
Texto: Evaldiano de Sousa

Comentários